Voltar Coleo Completa | Ir ao Volume Anterior

QNEsc Vol. 44 No4

Qumica Nova na Escola
Vol. 44 No4
Novembro de 2022

Editorial

editorial.pdf Editorial PDF   HTML

Os Editores

 

Expediente/Sumário

20-Normas.pdf PDF: Expediente/Sumário

 

Uma sequência didática sobre o conceito de energia utilizando questões sociocientíficas a partir da Teoria dos Perfifis Conceituais

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160334

Leiliane A. da Silva
José Euzebio Simões Neto

Química e Sociedade

Este texto é um recorte de pesquisa mais ampla, centrada na discussão de modos de pensar o conceito de energia e os contextos de valor pragmático, alguns não discutidos nas escolas. Consideramos o Perfil Conceitual de Energia para estruturar uma sequência didática, construída com base em seis questões sociocientíficas (QSCs) associadas às zonas do perfil conceitual, que foi aplicada em turma do 3º ano do Ensino Médio. Aqui, trazemos a análise acerca da emergência das zonas e reflexões relativas às QSCs de dois momentos da sequência, que destacam as zonas energia como algo espiritual ou místico e energia funcional/utilitarista. Os resultados indicam a predominância de formas de falar associadas aos modos de pensar pretendidos no planejamento, evidenciando o potencial das QSCs para discutir modos de pensar para além do científico. Ao longo da discussão em cada grupo, observamos ainda a articulação entre o conceito científico e o mundo real, por meio das dimensões associadas às QSCs.

energia, perfil conceitual, questões sociocientíficas, sequência didática

02-EQM-29-12.pdf PDF: Química e Sociedade

 

O tema radioatividade nas Revistas da SBQ e as possíveis contribuições para o Ensino de Radioatividade na Educação Básica

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160333

Luclécia D. Nunes
Nyuara A. da S. Mesquita

Conceitos Científicos em Destaque

A utilização de artigos publicados em revistas vinculadas à Sociedade Brasileira de Química, como a Química Nova, Química Nova na Escola e Revista Virtual de Química, apresenta-se como possibilidade didática para auxiliar os professores em discussões feitas em sala de aula sobre a temática radioatividade. Buscamos os artigos publicados desde a criação destes periódicos até o ano de 2021 e identificamos nestas publicações enfoques que podem contribuir em aulas de Química a partir de aspectos como: histórico da descoberta das radiações, da radioatividade e de alguns elementos radioativos; fissão nuclear; aplicações da radioatividade; radioatividade e suas interações com organismos vivos e meio ambiente; acidentes nucleares e contribuições femininas. Destacamos também a escassez da temática nas revistas que têm ênfase em pesquisas no Ensino de Química e a importância de que mais pesquisas sejam publicadas nessa perspectiva, dada a relevância do tema, tanto no contexto social quanto escolar.

radioatividade, revistas científicas, SBQ

02-EQM-29-12.pdf PDF: Conceitos Científicos em Destaque

 

Disco de vinil como um tema de extensão universitária

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160326

Elane C. Soares
Adriene de M. B. Gonzalez
Saulo Henrique M. Abe
Mateus F. Amaral

Relatos de Sala de Aula

Neste relato apresentam-se os resultados de um Projeto de Extensão denominado de O Disco de Vinil como tema gerador para o ensino de Química, aplicado em 2019. Com atividades realizadas em sala de aula e potencializadas por ações criativas e interdisciplinares, foi possível produzir, avaliar e aplicar estratégias de ensino que culminaram no desenvolvimento e na publicação de um Caderno Temático. Este material didático foi utilizado como parte do planejamento das atividades da equipe da Residência Pedagógica em Química da UFMT – Campus Cuiabá, que foi desenvolvido no período de outubro de 2020 a março de 2022, conforme Edital CAPES nº 01/2020, apontando para relevantes contribuições ao ensino interdisciplinar, na medida em que articulou estudantes da educação básica, da graduação e da pós-graduação com os saberes dos campos da Química, Física, Biologia, História e Música.

disco de vinil, extensão, residência pedagógica, material didático

02-EQM-29-12.pdf PDF: Relatos de Sala de Aula

 

Poemas no Ensino de Química: Traçando Rumos para um Ensino Associativo entre Ciência e Arte

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160336

Nicole P. M. Lima
Giseli W. Ferreira
Joice M. Lupinetti
Elaine S. Ramos

Relatos de Sala de Aula

O presente artigo resulta de uma atividade executada pelo subprojeto de Química do PIBID. Tendo em conta o momento de pandemia emergente, o presente estudo objetivou a verificação da viabilidade e efetividade da aplicação de poemas em auxílio à compreensão e interpretação do histórico da Química Orgânica e demais conceitos vinculados ao ensino de Química. Essa atividade foi realizada com uma turma de 3º ano do ensino médio de uma escola da rede estadual de ensino do Mato Grosso do Sul. Para a análise das produções realizadas pelos discentes utilizou-se a Análise de Conteúdo (AC) de Bardin. A partir dessa análise, percebeu-se a dificuldade dos discentes em articular a Química aos poemas e de interpretá-los como ferramenta de aprendizagem. Ressalta-se que apenas um poema contemplou os tópicos estabelecidos na Atividade Pedagógica Complementar (APC). Seis poemas assemelharam-se com o texto poético base, apresentando níveis de conotação inferiores. Pode-se notar a dificuldade em compor os processos de ensino sem a mediação docente, visto o modelo de ensino aplicado ao tempo pandêmico não prever encontros síncronos. Os efeitos da atividade sobre o processo de ensino dos estudantes servem de aporte para análise e aprimoramento de metodologias de associação entre Ciência e Arte por meio da leitura e confecção de poemas.

linguagem, formação de professores, PIBID

02-EQM-29-12.pdf PDF: Relatos de Sala de Aula

 

Análise sobre as formas de apresentação do conhecimento químico: o conceito de ligações químicas em livros didáticos

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160324

Tavane da S. Rodrigues
Fernanda Karolaine D. da Silva
Bruno dos S. Pastoriza
Fábio A. Sangiogo
Alessandro C. Soares
Vitória S. da Silva

Ensino de Química em Foco

O presente trabalho apresenta os resultados de uma investigação sobre os modos de apresentação e abordagem do conhecimento sobre ligações químicas em livros didáticos de Química para o Ensino Médio. Como base teórica foram utilizadas as propostas de Sjöström e Talanquer (2014) e Mahaffy (2004), nas quais a produção do conhecimento em Química se desenvolve na articulação de vértices de um tetraedro que representam os elementos macroscópico, simbólico, submicroscópico e humano, sendo este último organizado em três subdivisões, denominadas de Química Aplicada, Socioquímica e Química Crítico-Reflexiva. Tomando esses três níveis do elemento humano da produção do conhecimento como categorias a priori para discutir a produção do conhecimento escolar em Química, foi realizada uma Análise Textual Discursiva em livros didáticos de Química com foco nas discussões sobre ligações químicas. Os resultados indicam que as propostas dos livros estavam mais centradas, em termos do elemento humano, no nível da Química Aplicada (63%), tendo a Socioquímica (23%) e a Química Crítico-Reflexiva (14%) menor relevância nas discussões. Observou-se, ainda, poucos casos de articulações mais intensas entre os componentes do tetraedro. Com tais resultados, aponta-se a necessidade de expansão das discussões em Química no sentido de buscar mais elementos crítico-reflexivos, ao mesmo tempo em que se articulam os conhecimentos associados aos vértices do tetraedro, visando fornecer uma compreensão ampliada dessa área.

livro didático, ligação química, conceitos fundamentais

02-EQM-29-12.pdf PDF: Ensino de Química em Foco

 

Análise de elementos corruptivos dos jogos educativos publicados na QNEsc (2012-2021) na perspectiva de Caillois

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160330

Felipe A. M. Rezende
Márlon H. F. B. Soares

Ensino de Química em Foco

O presente trabalho tem como objetivo identificar possíveis elementos corruptivos em trabalhos que utilizam jogos para o ensino de Química/Ciências publicados na revista QNEsc de 2012-2021, e discutir como as corrupções impactam nos jogos pedagógicos e sua relação com os referenciais filosóficos dos jogos. A pesquisa foi realizada por meio de uma análise documental, cujos trabalhos foram categorizados a posteriori em: corrupção do agôn; da mimicry; da paidia; e ausência de corrupção. A partir da análise dos artigos, observou-se um elevado número de trabalhos que corromperam a paidia devido aos instrumentos de coleta e análise de dados utilizados pelos professores. A corrupção do agôn ressaltou o quanto as regras são importantes e determinantes nos jogos, pois em todas as categorias que contemplam as corrupções foram observados trabalhados cujas corrupções recaem sobre as regras, evidenciando o quanto os professores não as compreendem. Analisando as categorias como um todo, constatou-se que 72,7% dos artigos apreciados possuem elementos corruptivos ligados direta ou indiretamente às ações dos professores, dados que reforçam a necessidade de maior aprofundamento teórico, filosófico e metodológico do jogo, para que os professores/pesquisadores compreendam o lúdico em seu sentido stricto e possam utilizá-lo em sala de aula considerando suas potencialidades e limitações dentro de um aporte teórico, filosófico e metodológico. A análise dos referenciais filosóficos utilizados pelos autores no construto, aplicação e análise dos resultados indicam que a incorporação de tais referenciais aumenta exponencialmente a possibilidade de evitar que os jogos sejam corrompidos, mas, para isso, tais referenciais devem fazer parte do processo como um todo, e não serem incorporados exclusivamente na fundamentação dos trabalhos (introdução).

mimicry, agôn, paidia, jogo, ensino de química

02-EQM-29-12.pdf PDF: Ensino de Química em Foco

 

A comunicação crítica e popular e a Química: potencializando a Educação para as relações étnico-raciais

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160332

Fernando R. Costa
Marysson J. R. Camargo
Anna C. Benite

O Aluno em Foco

Neste artigo analisamos e discutimos as narrativas audiovisuais elaboradas por estudantes em um projeto de letramento racial, com aporte da Comunicação Crítica e Popular para a educação das relações étnico-raciais. A Comunicação Crítica e Popular apresentada nesta investigação se baseia na experiência pioneira de vivências de favelados e periféricos, em oposição à mídia tradicional e ao paradigma da ausência, bem como na discussão de conhecimentos químicos. Com elementos de uma pesquisa participante, a investigação teve a participação de cinco estudantes da escola pública e periférica. Os resultados indicam a apropriação de conhecimentos químicos na discussão de elementos étnico-raciais e da mídia.

comunicação, periferia, ensino de química

02-EQM-29-12.pdf PDF: O Aluno em Foco

 

Revista Completa 44-4

20-Normas.pdf PDF: Revista Completa

 

Normas

20-Normas.pdf PDF: Normas para Submissão

Sociedade Brasileira de Qumica 2023

Voltar Coleo Completa | Ir ao Volume Anterior

on-line ISSN 2175-2699
impreso ISSN 0104-8899
Apoio a Projetos
CNPq
Desenvolvido por EKMF.