Voltar à Coleção Completa | Ir ao Volume Atual

Prelo

Artigos que aguardam publicação

 

Construção de Objetos de Aprendizagem para o Ensino de Química

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160152

Michele A. R. Guizzo
Elen G. Pereira
Priscila C. Nicolete
Neiva L. Kuyven
Patricia A. Behar

Educação em Química e Multimídia

O objetivo deste artigo é apresentar os resultados obtidos com a aplicação do software Rasmol no ensino de Geometria Molecular, por meio de um curso totalmente a distância. O curso em questão foi construído baseado na metodologia de Construção de Materiais Educacionais Digitais (ConstruMED) e disponibilizado aos alunos das turmas do curso Técnico Integrado em Química e Licenciatura em Química, do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) Câmpus Criciúma. No total 25 estudantes concluíram o curso e realizaram uma avaliação do mesmo. Os alunos consideraram positiva a experiência do uso de tecnologias no ensino de química e o formato do curso a distância. Contudo, foram propostas alterações para ampliação e aprofundamento do conteúdo. Como resultado da análise desta avaliação, pretende-se promover as modificações sugeridas, aprimorando-o para novas aplicações.

Rasmol, ConstruMED, objetos de aprendizagem, ensino de química

02-EQM-29-12.pdf PDF: Educação em Química e Multimídia

 

O Jornal da Química como Etapa Inicial de Abordagem Problematizadora: Proposta para Ensino e Formação de Professores

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160134

Ricardo S. G. Pinheiro
Márlon H. F. B. Soares

Espaço Aberto

Este trabalho apresenta e discute um projeto denominado Jornal da Química, cujo objetivo foi produzir um veículo de informação em uma linguagem mais acessível aos alunos do ensino médio, e também discutir as contribuições deste projeto para a formação de professores de química. O jornal traz temas com abordagem interdisciplinar e contextualizada, ao mesmo tempo em que traz conceitos de química e áreas afins, estimulando o aluno a investigar os fatos e buscar o conhecimento. O objetivo do jornal é iniciar uma abordagem problematizadora, que será continuada em outro trabalho, através do diálogo com os alunos. Neste projeto, nos concentramos em motivar o aluno, levando-o à apropriação de fatos e conceitos e instigando o desenvolvimento do senso crítico. O projeto foi planejado e executado por estudantes de graduação em Química, durante a segunda etapa da regência, e o jornal foi distribuído no evento científico de uma Escola Pública do Município de Iporá, Goiás. Depois, foi aplicado um questionário aos alunos para identificar o impacto do jornal e se os objetivos pretendidos foram alcançados. A ideia do jornal também foca na formação do aluno de graduação em Química a partir da reflexão de suas práticas pedagógicas, dentro de uma abordagem problematizadora e construtivista.

jornal da química, abordagem problematizadora, formação de professores

02-EQM-29-12.pdf PDF: Espaço Aberto

 

RAIOQUIZ: Discussão de Um Conceito de Propriedade Periódica por Meio de Um Jogo Educativo

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160149

Felipe A. M. Rezende
Christina V. M. Carvalho
Lucas C. Gontijo
Márlon H. F. B. Soares

Relatos de Sala de Aula

A presente pesquisa tem como objetivo propor e aplicar uma atividade lúdica e um jogo educativo, pensados para ensinar conceitos químicos a alunos do Ensino Médio, de forma a torná-los protagonistas dos processos de ensino e aprendizagem. Após a identificação da problemática e delimitação do conteúdo relacionado a Raio Atômico, confeccionou-se e aplicou-se uma atividade lúdica e um jogo educativo sobre o respectivo assunto, aos alunos da 1ª série do Ensino Médio de uma escola pública. Os dados foram coletados com auxílio de métodos qualitativos, tais como: questionários, observação participante e mapas de humor, que auxiliaram na análise dos resultados. Por meio das atividades desenvolvidas, pode-se perceber o quanto os jogos educativos são importantes para os processos de ensino e aprendizagem, pelo fato de colocarem os alunos em posição de protagonistas da construção de seu próprio conhecimento, o que normalmente não ocorre em jogos didáticos ou aulas expositivas, marcados pela passividade dos alunos.

jogo educativo, atividade lúdica, pesquisa-ação, ensino e aprendizagem

02-EQM-29-12.pdf PDF: Relatos de Sala de Aula

 

Saberes Docentes Compartilhados Durante o Estágio Supervisionado: Uma Experiência Com Licenciandos em Química

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160151

Renata B. Araújo
Yassuko Iamamoto
Daniela G. A. Favacho

Relatos de Sala de Aula

Geralmente, o licenciando em química realiza o estágio em escolas de ensino médio e, durante a supervisão na universidade, as discussões envolvem a forma como ele planeja atividades didáticas, quais estratégias ele prioriza, os recursos, entre outros. Dessa forma, o olhar na maioria das vezes está voltado para a prática do licenciando. Assim, este trabalho propôs investigar quais conhecimentos oriundos da prática do professor atuante na escola são compartilhados com os licenciandos durante o estágio. A fundamentação teórica foi baseada na tipologia de saberes docentes propostas por Tardif. As fontes de dados foram anotações feitas pela pesquisadora durante as supervisões e gravação dos diálogos estabelecidos, sendo analisados a partir da microgenética. Os saberes docentes no dia a dia da sala de aula vão além de dominar simplesmente o conteúdo químico, e neste artigo se procura elucidar alguns conhecimentos tácitos compartilhados.

saberes docentes, estágio supervisionado, licenciatura em química

02-EQM-29-12.pdf PDF: Relatos de Sala de Aula

 

Aprendizagem dos Conceitos de Ácidos e Bases em um Estudo Sobre a Linguagem

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160136

Geruza S. Nascimento
Bruno F. dos Santos

Ensino de Química em Foco

Este trabalho apresenta uma pesquisa de intervenção realizada junto a estudantes do segundo ano do Ensino Médio. A intervenção envolveu a realização de uma titulação ácido-base e a aplicação de um questionário sobre conceitos de ácidos, bases e neutralização, por meio do qual analisamos o uso da linguagem científica nas respostas dos estudantes. Foi observado um aumento nas respostas dos alunos com definições conceituais mais apropriadas à linguagem científica após a realização do experimento, e um abandono da linguagem mais coloquial, e próxima do nível fenomenológico dos conceitos questionados. Considerando-se as dificuldades e problemas no ensino e na aprendizagem do conteúdo de ácidos e bases na Química, sugerimos que o exercício da escrita como comunicação do conhecimento pode auxiliar e contribuir para a aquisição destes conceitos pelos estudantes.

escrita, ácidos e bases, linguagem

02-EQM-29-12.pdf PDF: Ensino de Química em Foco

 

Proposta Pedagógica para o Ensino Explícito de Argumentação: O Caso da Controvérsia Histórica do Gás Oxigênio

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160150

Jordana A. de Oliveira
Paula C. C. Mendonça

Ensino de Química em Foco

Destacamos o potencial de uma proposta pedagógica para o ensino explícito de argumentação fundamentada no uso da controvérsia histórica do gás oxigênio, tomando por base a análise da qualidade dos argumentos de professores de química em formação inicial. Foi elaborada uma sequência de ensino no qual os licenciandos tiveram que ler textos históricos para subsidiar argumentos para o debate que girava em torno do questionamento: Se pudesse atribuir um prêmio Nobel de Química retrospectivo a um cientista do século XVIII, envolvido na descoberta do gás oxigênio, qual(is) cientista(s) seria(m) contemplado(s)? Foram analisados os argumentos individuais e os textos argumentativos dos grupos com base nos critérios: afirmativa, evidência e justificativa e a relação do argumento com a visão de descoberta na ciência. Pela análise percebemos que os licenciandos se preocuparam não apenas em apresentar evidências para os cientistas que defendiam, como também para aqueles que eram contrários. Eles buscaram persuadir ao propor uma linha de raciocínio que demonstrava os fundamentos que guiaram as escolhas. Constatamos que a visão de descoberta na ciência influenciou a tomada de decisão, evidenciando a relação entre os critérios epistêmicos e a argumentação.

argumentação, controvérsia, história da ciência

02-EQM-29-12.pdf PDF: Ensino de Química em Foco

 

Voltar à Coleção Completa

Sociedade Brasileira de Química © 2018

on-line ISSN 2175-2699
impreso ISSN 0104-8899
Apoio a Projetos
CNPq
Desenvolvido por EKMF.