Voltar Coleo Completa

QNEsc #30

QNEsc # 30 - Novembro - 2008

capa30.jpg

 

Editorial

Editores e Editor Associado

Editorial

01-Editorial.pdf 01-Editorial.pdf

Saberes Populares e Ensino de Cincias: Possibilidades para um Trabalho Interdisciplinar

Maria Stela da Costa Gondim e Gerson de Souza Ml

QUMICA E SOCIEDADE

saber popular, tecelagem manual, material paradidtico

Neste trabalho, apresentamos uma proposta de ensino de cincias que possa servir de orientao a profes- sores, principalmente os de Qumica, na realizao de prticas pedaggicas que busquem a inter-relao entre os saberes populares e os saberes formais ensinados na escola. Trabalhamos com uma abordagem temtica, que possibilita a interdisciplinaridade e a contextualizao. A proposta de ensino foi desenvolvida como um material paradidtico que inter-relaciona os saberes populares inerentes na cultura popular da tecelagem mineira, no tear de quatro pedais, e saberes cientficos a serem ensinados na escola.

02-QS-6208.pdf 02-QS-6208.pdf

Blogs: Aplicao na Educao em Qumica

Mario Roberto Barro, Jerino Queiroz Ferreira e Salete Linhares Queiroz

Educao em Qumica e Multimdia

qumica, blogs, tecnologias de informao e comunicao

Blog uma abreviao de weblog. Os blogs se constituem em dirios pessoais eletrnicos que se tornaram populares nos ltimos anos. Blogs com fins educacionais, denominados de edublogs, tm sido empregados como ferramentas de suporte ao aprendizado na World Wide Web. Este trabalho relata o desenvolvimento e uso de blogs em uma disciplina de comunicao cientfica oferecida no Instituto de Qumica de So Carlos, Universidade de So Paulo, Brasil. A anlise quantitativa e qualitativa dos dados coletados no estudo aponta para a postura favorvel dos estudantes frente utilizao dos blogs.

03-EQM-5108.pdf 03-EQM-5108.pdf

Michael Faraday e A Histria Qumica de Uma Vela: Um Estudo de Caso Sobre a Didtica da Cincia

Jos Otavio Baldinato e Paulo Alves Porto

Histria da Qumica

Michael Faraday, histria da cincia, divulgao de cincia

Michael Faraday (1791-1867) reconhecido por ter se dedicado tanto pesquisa como divulgao da cincia de seu tempo. Aproximando a divulgao ao ensino de cincias, este trabalho busca investigar as estratgias didticas utilizadas por Faraday em seus momentos de educador no auditrio da Royal Institution. Foi analisada a primeira conferncia de uma srie de seis, intitulada A histria qumica de uma vela, transcritas e publicadas pela primeira vez em 1861. Os diferentes tipos de estratgias didticas encontradas na fala do conferencista foram distribudos em categorias, discutidos no contexto do ensino de cincias e luz da nova historiografia da cincia.

04-HQ-5308.pdf 04-HQ-5308.pdf

Um Prmio Nobel por uma Protena Brilhante

Vadim R. Viviani e Etelvino J. H. Bechara

Atualidades em Qumica

Protena Fluorescente Verde, bioluminescncia, prmio Nobel

O premio Nobel de Qumica deste ano foi dado para Osamu Shimomura - por uma descoberta literalmente brilhante para os campos da Biologia e Medicina: a Protena Fluorescente Verde, tambm chamada GFP (Green Fluorescent Protein) - e para Martin Chalfie e Roger Tsien pela aplicabilidade biotecnolgica e biomdica que essa protena assumiu nos anos seguintes.

05-AQ-8408.pdf 05-AQ-8408.pdf

Ressignificando a Formao de Professores de Qumica para a Educao Especial e Inclusiva: Uma Histria de Parcerias

Carolina Godinho Retondo e Glaucia Maria da Silva

Relatos de Sala de Aula

formao de professores, educao inclusiva, qumica, parceria

Este artigo descreve um projeto sobre Educao Especial e Inclusiva que foi desenvolvido ao longo de uma disciplina com estgio curricular supervisionado do curso de Licenciatura em Qumica do Departamento de Qumica da Universidade de So Paulo, campus de Ribeiro Preto. Para a efetivao do projeto, alm do levantamento bibliogrfico da legislao e da literatura educacional especficos, foram feitas parcerias com escolas e instituies especializadas de Ribeiro Preto. Dentre as atividades realizadas, podem-se destacar a organizao de debates e de palestras com profissionais especializados, bem como a elaborao e aplicao de materiais didtico-pedaggicos de cincias e de qumica pelos estagirios. A anlise dos relatrios desses estagirios mostrou que eles refletiram sobre metodologias e estratgias facilitadoras do processo de ensino- aprendizagem dos alunos com deficincia e tambm romperam preconceitos.

06-RSA-5908.pdf 06-RSA-5908.pdf

Experimentao Problematizadora: Fundamentos Tericos e Prticos para a Aplicao em Salas de Aula de Cincias

Wilmo E. Francisco Jr., Luiz Henrique Ferreira e Dcio Rodney Hartwig

Pesquisa no Ensino de Qumica

experimentao, problematizao, Paulo Freire

O presente estudo prope uma abordagem experimental problematizadora calcada na teoria pedaggico- crtica de Paulo Freire. So apresentados fundamentos tericos da teoria freiriana, os quais sustentam a proposta desenvolvida, e discutidos aspectos tericos e prticos da experimentao problematizadora, infundidos basicamente pela teoria de Delizoicov, cujo aporte terico tambm se baseia em Freire. Ilustrando a proposta, apresentam-se resultados de uma investigao em sala de aula na qual a abordagem experimental norteadora foi a problematizao. Os dados mostram que os estudantes so capazes de inferir hipteses e explicaes plausveis sobre o fenmeno em estudo, mesmo no tendo estudado os conceitos envolvidos. Tais resultados revelam que a experimentao problematizadora promove a apreenso pessoal dos significados, favorecendo o desenvolvimento da curiosidade epistemolgica, indispensvel para a aprendizagem crtica.

07-PEQ-4708.pdf 07-PEQ-4708.pdf

O Dirio de Aula Coletivo no Estgio da Licenciatura em Qumica: Dilemas e seus Enfrentamentos

Fbio Peres Gonalves, Carolina dos Santos Fernandes, Renata Hernandez Lindemann e Maria do Carmo Galiazzi

Pesquisa no Ensino de Qumica

formao de professores, dirio de aula coletivo, dilemas

Apresentamos os resultados parciais de uma pesquisa cujo objetivo foi identificar, mediante o dirio de aula coletivo, os dilemas vivenciados por licenciandos em Qumica-Habilitao Cincias durante o estgio supervisionado e como estes foram enfrentados. Pretende-se, com isso, contribuir tambm na sinalizao de modos de utilizao do dirio de aula nos processos de formao docente. Esse dirio se caracterizou como um instrumento de registro dos licenciandos, dos formadores e dos professores da escola acerca das atividades de estgio. A anlise do dirio apontou como dilemas o estabelecimento de um contexto dialgico, assim como o ensino e a aprendizagem de contedos atitudinais.

08-PEQ-5408.pdf 08-PEQ-5408.pdf

Currculo e Formao Profissional: Cenas do Cotidiano de um Instituto de Pesquisa

Ana Carolina Garcia de Oliveira e Maria Ins Petrucci Rosa

Pesquisa no Ensino de Qumica

currculo, formao profissional, narrativa, identidades, Qumica

Esse trabalho investiga processos identitrios que ocorrem na formao do qumico no contexto do currculo oferecido por um Instituto de Qumica de uma universidade pblica, que abrangem as seguintes possibilidades de graduao: bacharelado, licenciatura e bacharelado com atribuies tecnolgicas. Para isso, sujeitos imersos no cotidiano dessa instituio foram entrevistados de acordo com o princpio metodolgico da narrativa, inspirada em Walter Benjamin. Como resultado da pesquisa, as anlises das narrativas mostram evidncias de que as identidades profissionais formadas escapam do currculo prescritivo traando caminhos que, por vezes, se sobrepem e se articulam com as histrias de vida.

09-PEQ-6408.pdf 09-PEQ-6408.pdf

Reflexes sobre o que se Ensina e o que se Aprende sobre Densidade a partir da Escolarizao

Adriana Vitorino Rossi, Alexandra Maria Massarotto, Fabiana Burgos Takahashi Garcia, Gisele Regina Trotti Anselmo, Inara Lilian Gabriel De Marco, Isabel Cristina Baddini Curralero, Juliana Terra e Silvana Maria Corra Zanini

O Aluno em Foco

densidade, concepes dos estudantes, reflexes dos professores

Do ponto de vista formal, o conceito de densidade simples, mas representa dificuldade de ensino e aprendiza- gem ao serem consideradas as habilidades relacionadas, nem sempre consolidadas, nos diversos nveis de escolarizao. Diversos instrumentos permitem verificar a frustrante ausncia de aprendizagem significativa do conceito. Neste trabalho, um grupo de professoras de Qumica compartilhou vivncias profissionais para sistematizar dados sobre concepes de estudantes, incluindo uma pesquisa com 440 alunos de Ensino Mdio e Superior, a fim de obter subsdios para repensar suas prticas pedaggicas. Foi confirmada a associao direta de densidade com sua expresso matemtica que, por semelhana dos termos envolvidos, gera um indevido paralelo com concentrao. Os resultados permitiram detectar a dificuldade na percepo do carter intensivo da densidade e a falta de considerao das interaes moleculares e polaridade para explicar a imiscibilidade de algumas substncias.

10-AF-5208.pdf 10-AF-5208.pdf

Escurecimento e Limpeza de Objetos de Prata - Um Experimento Simples e de Fcil Execuo Envolvendo Reaes de Oxidao-Reduo

Elen Romo Sartori, rica Ferreira Batista e Orlando Fatibello-Filho

Experimentao no Ensino de Qumica

reaes de oxidao-reduo, objetos de prata, limpeza da prata

Neste artigo, descrito um experimento simples e de fcil execuo, envolvendo reaes de oxidao-reduo de escurecimento e limpeza de objetos de prata, como brinco e fio de prata enrolado. Esse experimento auxilia os estudantes a compreenderem de uma forma mais fcil os conceitos de oxidao-reduo, alm de despertar a curiosidade para questes de qumica que esto presentes no cotidiano.

11-EEQ-4407.pdf 11-EEQ-4407.pdf

A Efervescente Reao Entre Dois Oxidantes de Uso Domstico e a Sua Anlise Qumica por Medio de Espuma

Wanderson Rezende, Fernando S. Lopes , Audrey S. Rodrigues e Ivano G. R. Gutz

Experimentao no Ensino de Qumica

oxidantes, lei dos gases, titulao

Esse experimento apresenta um mtodo simples para determinao simultnea da concentrao de dois compostos oxidantes de uso cotidiano (perxido de hidrognio e hipoclorito de sdio, ambos utilizados como alvejantes e desinfetantes domsticos). Trata-se de uma titulao em que se mede o volume de espuma gerado pelo gs resultante da reao entre os dois compostos mencionados, aps adio de gotas de detergente. Adicionalmente identifica-se o gs formado na reao.

12-EEQ-4707.pdf 12-EEQ-4707.pdf

Variao de pH em gua Mineral Gaseificada

Luiz Henrique Ferreira, Dcio Rodney Hartwig e Ricardo Castro de Oliveira

Experimentao no Ensino de Qumica

vestibular, equilbrio qumico, pH

Este artigo apresenta uma proposta de atividade experimental sobre equilbrio qumico, tema de difcil compreenso para a maioria dos alunos do Ensino Mdio, com duas opes de realizao. A proposta deste experimento foi baseada em uma questo de vestibular da Unesp que pode ser resolvida experimentalmente com recursos de fcil acesso.

13-EEQ-5807.pdf 13-EEQ-5807.pdf

Aprender em Rede na Educao em Cincias

Lenir Basso Zanon

Resenha

14-resenha.pdf 14-resenha.pdf

Normas para Publicao

15-Normas.pdf 15-Normas.pdf


Voltar Coleo Completa
 
on-line ISSN 2175-2699
impreso ISSN 0104-8899
Apoio a Projetos
CNPq
Desenvolvido por EKMF.