Voltar Coleo Completa | Ir ao Volume Anterior

QNEsc Vol. 41 No1

Qumica Nova na Escola
Vol. 41 No1
Fevereiro de 2019

Editorial

editorial.pdf Editorial PDF   HTML

Os Editores

 

Expediente/Sumário

20-Normas.pdf PDF: Expediente/Sumário

 

Filme Robôs para Discutir Conceitos Relacionados à Ciência

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160147

Kathya R. Silva
Marcia Borin da Cunha

Educação em Química e Multimídia

Os filmes são importantes formas de expressão cultural, social e científica. Muitas vezes, se tornam uma forma da população acessar diferentes conhecimentos. Pensando nisso, escolhemos a animação Robôs, para discutir com os estudantes os diferentes conceitos químicos presentes neste filme. A pesquisa foi organizada em três etapas, a primeira foi a análise do filme, considerando aspectos mais relevantes no seu enredo; a segunda etapa foi levá-lo para sala de aula e analisar as descrições dos conceitos identificados pelos estudantes, e a terceira consistiu em discutir sobre os conceitos levantados com os estudantes. Observamos que muitos dos estudantes olharam atentos as imagens do filme e destacaram diferentes conceitos, fazendo relações inclusive com outras disciplinas do currículo. Consideramos que os filmes são um instrumento de valia para o ensino de Química, pois possibilitam olhar para além dos filmes e aprender a analisá-los sob diferentes perspectivas.

ensino de ciências, cinema, meio fílmico

02-EQM-29-12.pdf PDF: Educação em Química e Multimídia

 

Um Outro Olhar Sobre as Ligações Hidrogênio

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160142

Marcelo H. Herbst
Antônio R. M. Monteiro Filho

Conceitos Científicos em Destaque

O artigo apresenta um levantamento histórico do surgimento do conceito de ligação hidrogênio, no qual se questionam as origens da definição corrente dos livros-textos de que essas ligações seriam interações intermoleculares do tipo eletrostático ou dipolo-dipolo. A partir de resultados experimentais e desenvolvimentos teóricos recentes reportados na literatura, argumenta-se que as ligações hidrogênio não devem ser tratadas como interações intermoleculares genuínas, mas devem integrar o contínuo das ligações covalentes deslocalizadas, e que o conceito de ressonância no domínio intermolecular pode ser aplicado no correto entendimento das ligações hidrogênio. Possibilidades para o ensino de química, em particular para a formação inicial e continuada de professores, são apresentadas e discutidas.

ligação hidrogênio, interações intermoleculares, ressonância

02-EQM-29-12.pdf PDF: Conceitos Científicos em Destaque

 

O Conceito de Substância Química e Seu Ensino

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160143

Renata R. D. Bellas
Indman R. L. Queiroz
Luiza R. F. C. Lima
José Luis P. B. Silva

Conceitos Científicos em Destaque

Este artigo discute o conceito de substância química como material puro que apresenta composição constante em transições de fase, propriedades físicas com valores característicos sob condições especificadas e é representado por sua fórmula química. Com base nesta conceituação, analisamos suas abordagens nas coleções de livros didáticos de Química para o Ensino Médio aprovadas pelo Programa Nacional do Livro Didático – PNLD 2018. Concluímos que nenhuma das obras analisadas ensina o conceito de substância química de modo totalmente satisfatório e completo. Em vista de tais resultados, apresentamos sugestões de aprimoramento do ensino.

substância química, ensino de química, ensino-aprendizagem de conceitos químicos

02-EQM-29-12.pdf PDF: Conceitos Científicos em Destaque

 

A Cultura Afro-Brasileira no Ensino de Química: A Interdisciplinaridade da Química e a História da Cana‑de-Açúcar

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160141

Rhaysa T. Gonzaga
Malu A. Santander
Anelise M. Regiani

Relatos de Sala de Aula

Considerando a importância da inserção e da valorização da cultura afro-brasileira na sociedade, o presente artigo traz o relato de experiência da execução de uma oficina sobre a química e a cana-de-açúcar, com destaque para a contribuição da cultura dos escravos africanos que trabalhavam nas plantações. A química envolvida no beneficiamento desta matéria prima para a obtenção de açúcar e álcool foi discutida considerando aspectos da história do Brasil. A oficina foi realizada em uma escola pública de ensino médio na data comemorativa do Dia da Consciência Negra. Argumenta-se que o olhar socioeconômico do contexto histórico permite uma abordagem de conteúdos de química mais interessante e alinhada com o preconizado na lei nº 11.645/2008.

cana-de-açúcar, interdisciplinaridade, escravidão, lei 10.639/2003, lei 11.645/2008

02-EQM-29-12.pdf PDF: Relatos de Sala de Aula

 

A Dinâmica do Contrato Didático no Ensino de Calorimetria por Resolução de Situações-Problema: A Simultaneidade de Duas Relações Contratuais

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160140

Larissa O. Souza
José Euzebio Simões Neto
Anna Paula A. B. Lima

Relatos de Sala de Aula

Neste estudo buscamos analisar o Contrato Didático na elaboração e aplicação de uma intervenção didática centrada na resolução de situações-problema. A metodologia proposta foi composta por um minicurso para professores de química em exercício e bolsistas do PIBID atuando no 2º ano do Ensino Médio, com o objetivo de instrumentalizá-los para a construção e aplicação de intervenções didáticas baseadas na resolução de Situações-Problema com o conteúdo químico que estariam trabalhando em sala de aula. Posteriormente acompanhamos a professora Luiza na aplicação da sua intervenção didática. Neste artigo trazemos uma das três situações de análise que realizamos: a simultaneidade de duas relações contratuais existente quando a professora aplica a intervenção em sala de aula. Os dados revelaram a manutenção do Contrato Didático instituído no minicurso, que continua válido paralelamente à relação didática que a professora estabelece com seus alunos em sala de aula.

contrato didático, situação-problema, calorimetria

02-EQM-29-12.pdf PDF: Relatos de Sala de Aula

 

Identificando Compromissos Epistemológicos, Ontológicos e Axiológicos em Falas de Licenciandos Quando Discutem uma Questão Sociocientífica

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160137

Bruna H. S. Bezerra
Edenia M. R. do Amaral

Cadernos de Pesquisa

Questões com relevância social e científica favorecem a abordagem de conceitos científicos associados a situações vivenciadas pelos sujeitos e podem promover a articulação entre diferentes perspectivas e visões que eles expressam sobre essas questões. Neste trabalho analisamos a heterogeneidade de modos de pensar que emergiram na fala de licenciandos de química, quando foi abordada uma Questão SocioCientífica (QSC) sobre combustíveis e impactos ambientais, em um minicurso. Foram analisadas ideias mobilizadas por um grupo de licenciandos na discussão sobre diesel, etanol e gasolina, considerando, entre outros aspectos, a capacidade de produção de energia, entalpia, preço, rendimento e impactos ambientais que estão implicados em processos de obtenção e uso desses combustíveis. Textos de apoio foram disponibilizados aos licenciandos, que deveriam tomar uma decisão sobre um tipo de automóvel a ser adquirido. Transcrições de falas e registros escritos foram analisados e diagramas temáticos foram desenhados, buscando identificar e representar relações semânticas estabelecidas entre itens temáticos usados pelos licenciandos. Ao longo das discussões no grupo, verificamos uma aproximação entre ideias sobre combustíveis e energia (fontes e produção) e, dessa forma, identificamos compromissos epistemológicos, ontológicos e axiológicos associados a modos de pensar energia como algo material, funcional ou agente de transformação. A decisão do grupo foi tomada a partir de uma negociação articulada de fatores que envolviam alguns desses compromissos.

Perfil Conceitual. Questões Sociocientíficas. Energia e Combustíveis.

02-EQM-29-12.pdf PDF: Cadernos de Pesquisa

 

Os Sistemas de Atividade na Interpretação da Produção Curricular por Situação de Estudo: Fundamentos Teórico-Metodológicos

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160139

Jaqueline Ritter
Belmayr K. Nery
Otavio A. Maldaner
Andréa B. Umpierre
Tatiane B. Sousa

Cadernos de Pesquisa

O presente texto trata de fundamentos teórico-metodológicos na interpretação dos Sistemas de Atividades para pesquisa em processo de produção curricular inovador desenvolvido em grupo de professores de escola, pesquisadores educacionais, docentes universitários e estudantes em formação universitária, quando aqueles produzem Situações de Estudo (SE) que são acompanhadas na forma de pesquisa em Núcleos de Pesquisa na Escola. O Grupo de Educação Química na Produção Curricular (GEQPC), responsável pela organização e desenvolvimento desse processo, adota o princípio das tríades de interação profissional. Compreende-se atividade como processo de constituição em Leontiev. Adotam-se princípios da teoria histórico cultural e como processo teórico-metodológico de análise as Teorias da Atividade e dos Sistemas de Atividades. Os primeiros resultados produzidos dão indícios animadores de que a formação continuada de professores no desenvolvimento de SE, em grupo de pesquisa e em núcleo de pesquisa na escola (NPE) tem mais chances de se consolidar quando se explicitam intenções acerca dessas duas Atividades, quais sejam, a produção curricular e seu acompanhamento pela pesquisa.

Teoria da Atividade. Teoria dos Sistemas de Atividade. Formação de Professores. Situação de Estudo. Inovação Curricular.

02-EQM-29-12.pdf PDF: Cadernos de Pesquisa

 

Sensibilidade Moral de Licenciandos em Química diante de Conflito Ético na Prática Científica

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160138

Guilherme B. da Silva
Salete L. Queiroz

Cadernos de Pesquisa

Considerando a necessidade da abordagem da ética enquanto tema transversal no espaço formal de ensino e, consequentemente, do desenvolvimento moral dos educandos, buscou-se com este trabalho investigar a sensibilidade moral de licenciandos em química, a partir das respostas empregadas por eles ao identificarem os diferentes aspectos morais da situação narrada no caso denominado Diane Archer, que envolve o plágio, conflito ético da prática científica. Para tanto, foi utilizado como referencial teórico o Modelo dos Quatro Componentes, o qual sugere que existem quatro processos psicológicos básicos intrínsecos ao raciocínio moral (sensibilidade, julgamento, comprometimento e caráter moral). Os resultados deste estudo corroboram não somente a validade do Modelo adotado para o objetivo, como também sinalizam lacunas no que diz respeito à formação dos licenciandos, especificamente no que tange à sensibilidade moral. Dessa forma, existe a necessidade de realização de mais iniciativas envolvendo esse tipo de abordagem na formação inicial de professores, uma vez que práticas que promovam a tomada de decisão e o desenvolvimento moral dos alunos na educação básica estão diretamente relacionadas com as habilidades dos professores que as empregam.

Sensibilidade Moral. Ensino de Química. Formação Inicial de Professores.

02-EQM-29-12.pdf PDF: Cadernos de Pesquisa

 

Análise do Entendimento Conceitual em uma Sequência Didática sobre o Uso de Pesticidas Fundamentada na Modelagem Analógica

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160144

Adriana M. Lima
Nilmara B. Mozzer

Cadernos de Pesquisa

Neste trabalho investigamos como a vivência de uma sequência didática centrada na questão sociocientífica sobre o uso de pesticidas e fundamentada no processo de modelagem analógica influenciou o entendimento dos estudantes sobre o conceito de dispersão. A pesquisa foi realizada em uma turma de Química do terceiro ano do ensino médio, de uma escola pública do município de Itabirito, Minas Gerais. As aulas em que a sequência didática foi desenvolvida foram registradas em áudio e vídeo e os dados de um grupo de quatro estudantes foram analisados em um estudo de caso. Em nossa análise, identificamos alguns fatores que foram essenciais para o entendimento dos estudantes sobre o conceito de dispersão, como: o caráter colaborativo das atividades e do grupo; os questionamentos da professora e das pesquisadoras; e o uso de modelos e analogias como ferramentas de pensamento. Esses fatores justificam a importância da Modelagem Analógica no ensino de Ciências para a elaboração de entendimentos nas dimensões conceitual, procedimental e atitudinal, embora nosso enfoque no presente trabalho tenha sido sobre a primeira delas.

Questões Sociocientíficas. Modelagem Analógica. Pesticidas.

 

Resenha: Estudos de Caso para o Ensino de Química 2

Por: Mara E. Fortes Braibante (Departamento de Química/Universidade Federal de Santa Maria)

 

02-EQM-29-12.pdf PDF: Cadernos de Pesquisa

 

Tendências das Pesquisas de Gênero na Formação Docente em Ciências no Brasil

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160145

Amanda O. Proença
Matheus J. Baldaquim
Irinéa L. Batista
Fabiele C. D. Broietti

Cadernos de Pesquisa

Buscou-se, por meio de uma análise documental, esboçar um quadro a respeito das discussões de Gênero na pesquisa em Formação Docente e em Educação em Ciências presentes em dois eventos (ENPEC e ANPED), no Brasil. Para tal, foram analisados trabalhos publicados nas atas das edições de 2005 a 2017 dos eventos selecionados mediante busca nos resumos. Elaboraram-se Unidades de Registro prévias e as interpretações seguiram os princípios da Análise de Conteúdo. Evidenciou-se um crescimento de publicações nesta temática e o predomínio de alguns focos de pesquisa, tais como: questões de Gênero articuladas à prática docente; artigos de revisão teórica; participação feminina na História da Ciência; frequência relativa do Gênero feminino e suas relações com a Ciência; abordagens metodológicas articulando Gênero no ensino de Ciências; e questões de Gênero em diferentes mídias. Nesse sentido, ressaltamos a relevância da continuidade e aprofundamento de tais pesquisas na Formação Docente e na Educação Científica.

Gênero e Ciência. Educação Científica. Formação Docente.

02-EQM-29-12.pdf PDF: Cadernos de Pesquisa

 

Alimentação e o Ensino de Química: Uma Análise de Livros Didáticos Aprovados pelo PNLD 2018

logo XIX ENEQ

DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160146

Alana M. Homrich
Nicolle Ruppenthal
Carlos A. Marques

Cadernos de Pesquisa

A alimentação é um assunto que faz parte do cotidiano dos estudantes e é muito importante, pois está relacionada com o bem-estar e saúde de todos. Apesar de existirem estudos sobre alimentação em interlocução com o ensino de química, esse assunto é pouco investigado em relação à sua presença nos livros didáticos (LDs) da área. Nesse sentido, desenvolveu-se uma pesquisa cujo objetivo foi analisar como o tema alimentação é abordado em LDs de química aprovados pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) – 2018, dado que esses livros estão entre os principais materiais didáticos utilizados pelos docentes na educação básica. Foram analisadas quatro das seis coleções de LDs aprovadas, utilizando os procedimentos metodológicos da análise textual discursiva. Da análise, emergiram duas categorias: (i) A alimentação na abordagem de conhecimentos químicos; e (ii) Interações entre a Química e outros componentes curriculares. Os resultados obtidos indicam, na maioria das vezes, que essa temática está associada a assuntos da bioquímica, sendo menos expressivamente relacionada aos conteúdos de termoquímica e transformações químicas. Além disso, alguns LDs associam a alimentação com assuntos como cultura e saúde, ressaltando a possibilidade de se articular diferentes componentes curriculares para trabalhar essa temática, como a Biologia e a História. De forma geral, as coleções analisadas abordaram a alimentação de modo pouco expressivo, sendo que apenas uma delas trabalhou o assunto em uma perspectiva de abordagem temática, na qual os conteúdos químicos foram subordinados ao tema.

Alimentação. Livros Didáticos. Ensino de Química.

02-EQM-29-12.pdf PDF: Cadernos de Pesquisa

 

Revista Completa 41-1

20-Normas.pdf PDF: Revista Completa

 

Normas

20-Normas.pdf PDF: Normas para Submissão

Sociedade Brasileira de Qumica 2019

Voltar Coleo Completa | Ir ao Volume Anterior

on-line ISSN 2175-2699
impreso ISSN 0104-8899
Apoio a Projetos
CNPq
Desenvolvido por EKMF.